Coronavírus muda rotina das agências e dos profissionais de comunicação

Coronavírus muda rotina das agências e dos profissionais de comunicação

Neste período de crise provocado pela Covid-19, as empresas e os profissionais dos mais diversos setores precisaram se adaptar rapidamente para lidar com os desafios impostos pelo novo cenário. Essa mudança brusca de rotina fez com que algumas áreas, como a de comunicação, por exemplo, vissem a demanda de trabalho crescer consideravelmente, o que, no nosso caso, foi muito bom.

Também ganhamos novos clientes, para produção de comunicados sobre medidas sanitárias adotadas; novos horários de funcionamento, que mudavam conforme o andamento da pandemia e de acordo com as regiões onde atuamos; além de gerenciamento de algumas crises, já esperadas em um momento como este; e divulgação de serviços delivery, drive-thru, take away, entre outros. Isso aconteceu em todas as áreas de atuação da ComTexto, desde publicidade, mídias sociais e produção cultural até a assessoria de imprensa.

As solicitações por parte da mídia cresceram

As solicitações por parte da mídia cresceram. Afinal, programas de entretenimento foram substituídos pelos noticiários, que ganharam uma grade maior e programação repleta de informações sobre a nova doença, número de infectados, de óbitos, cuidados, prevenção, entre outros assuntos relacionados.

Fora tudo isso, o atendimento home office ganhou força e provocou uma mudança total no comportamento dos nossos profissionais e dos clientes. A experiência de trabalhar em casa, meses depois do surgimento da pandemia, tem sido diferente para cada um. Alguns já estão angustiados e ansiosos com a mistura incomum entre vida pessoal e profissional e sentem falta da troca de experiências com os colegas. Outros, no entanto, estão adorando trabalhar em casa e aprimorando todas as ações que possam ser feitas on-line. Há de tudo!

As solicitações por parte da mídia cresceram

É preciso adaptar-se

A ComTexto teve que se adaptar rapidamente, já que a comunicação não pode parar. Perdemos as contas de quantas vezes foi necessário criar ou alterar estratégias de comunicação para atender às novas necessidades do público, da imprensa on e off-line e, claro, dos clientes – a principal delas: continuar a vender ou prestar serviços durante a pandemia, mesmo em épocas de lockdown ou flexibilização parcial. A criatividade nunca foi tão importante. Essa habilidade, deixando a modéstia de lado, nós temos.

Com Covid ou sem Covid, sabemos que novos desafios sempre virão e estaremos prontos!